Nova pagina 1

  

   Listas Telefônica online    Vídeo     Pagina do Zé     Fale conosco

adecas.com.br
Pagina Principal

Destaque

Notícias
Radio Adecas Online
Chat
Fórum
Perguntas e Respostas
Sites de jornalismo
Mensagem
Emails Recebido
Artesanato
Humor
Cultura
Fé e Religião
Galeria
Vídeo
Conheça Santa Rita
Agenda
Receitas
Pagina de José Pereira
Listas Telefônica online
Lista  Telefônica, Paraná
Lista  Telefônica,  Sta Rita
Lista  Telefônica, T. Roxa
Auxilio a lista telefônica
Enquête
Busca CEP
Tradutor
../Pesquisa
Hora no mundo
Previsão do tempo
Vende-se
Câmara dos  Deputados
Fale com um amigo
Admin
Link Católico
Diocese de Toledo
Dom Francisco, Bispo de Toledo
Busca Católica
Sites Pessoais
Colégio Estadual de Santa Rita D´Oeste
Jerônimo Mendes
Administradores
Sites de Noticias regionais
Visitantes Online
60

Contador de visitas

 
 
Previsão do tempo p/ próximos dias
 

 

Presos da Casa de Custódia de Piraquara também queriam fazer rebelião, diz agente

Data: 05/07/2018

Um agente penitenciário que trabalha na Casa de Custódia de Piraquara (CCP), na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), revelou à Tribuna do Paraná que a confusão registrada na cadeia nesta quarta-feira (4) foi amenizada pelo Departamento Penitenciário do Paraná (Depen-PR). Segundo o agente, os presos não queriam fugir e, sim, fazer seis agentes reféns para começar uma rebelião.

Em entrevista à Tribuna do Paraná, o homem, que pediu para não ser identificado, contou que, ao contrário do que foi informado pela Depen, não foram três presos que começaram o motim. “Foram uns 70 e mais da metade deles estava armada com estoques, machados e gritaram ‘é agora’ antes de tentarem render os agentes”, disse.

Segundo o agente, que trabalha na unidade da RMC, a rebelião só não deu certo porque dois dos agentes estavam armados do lado de fora. “Outra informação que foi noticiada com erro por causa do Depen, porque foram os próprios agentes que contiveram os presos e só depois a equipe do SOE (Seção de Operações Especiais) agiu. Se os nossos agentes não tivessem atirado logo, estaríamos rendidos igual na CCC”, se referindo a Casa de Custódia de Curitiba (CCC), onde a rebelião durou quase cinco dias.

O intuito dos presos, segundo o denunciante, não era de fugir. “Eles tinham o mesmo objetivo que os detentos da CCC, queriam pegar os agentes como reféns e começar a fazer reivindicações parecidas, também relacionadas a facções”.

O homem disse que as condições de trabalho na CCP são tensas, mas cada vez mais os agentes têm se preparado para saber lidar com esse tipo de situação. “O pessoal do SOE sempre nos ajuda muito, mas dessa vez, por exemplo, se não fossem os nossos próprios agentes de cadeia, seis trabalhadores seriam feitos reféns. Não adianta tentar amenizar algo”.

Por causa da atuação dos agentes, houve relatos de que muitos tiros (provavelmente não letais) foram ouvidos pelo lado de fora dos muros da CCP. Apesar disso, não houve informações de feridos e o agente que conversou com a reportagem confirmou que ninguém se machucou. O Depen, que informou que houve uma tentativa de fuga, não deu detalhes sobre a forma com que os presos tentaram fugir.


voltar

 

 

 

   

 

 

Voltar    recomende esse site          Comente esse texto

VOCÊ REPORTER

 

Defina esse site como Página inicial.

 
 
  

.

Publicidade

PUBLICIDADE

Odontologia Santa Rita Fone 44 3648 1193     

Escritório Santa Rita Fone..44..3648..1101